Não há como negar que a dieta mais comentada do momento, é a cetogênica! E isso me fez pensar em querer testá-la… Mas e aí, vale a pena? Emagrece mesmo? Passa fome? Dá vontade de doces? Treina normal?
Então vamos responder com um breve recordatório de tudo!

Quem montou minha dieta foi o nutricionista Ramon Nicotari, que me alertou sobre o tempo dessa dieta: no máximo 01 mês. Porque ela não é uma dieta que se leva para a vida, é apenas um “estímulo metabólico” diferente… Mais ao final ele vai deixar algumas explicações técnicas.

Lembrando:

Esses foram os efeitos e resultados que eu vi EM MIM!

Nada mais justo do que começar resumindo como foi o meu dia-a-dia com essa dieta, que durou, para mim, 15 dias!

Minhas considerações:

Queda de peso – é muito evidente como demonstram as fotos;

Diminuição de retenção – talvez o efeito que eu mais tenha gostado, ja no 3o. dia minha retenção estava quase a zero, e assim permaneceu por todo o período.

Estéticahorrível!!! Primeiro você perde volume nos lugares que não deseja (ombros, braços, pernas, bunda…), e só depois que começa uma diminuição de medidas, DISCRETA, na região abdominal.
Ahhhh, mas isso é normal? NÃO É NÃO! Já fiz algumas estratégias com o Ramon que foram infinitamente mais satisfatórias do ponto de vista ESTÉTICO.
Minha preferida é a “oscilação de carboidratos”, seguida daquela dieta marombinha que come-sede 3 em 3 ou de 2 em 2 horas. Para resultados estéticos, não existe comparação…

Compulsão por doces – zero. Ponto muito positivo!

Irritação – aumentou;

Pois bem, eu repetiria?

Acho que não… De acordo com a Bioimpedância realizada com a médica endocrinologistaa que me acompanha, a Dra. Paula Leal, houve uma perda de 7kgs, sendo: 3kgs de massa muscular, e 4kgs de gordura. Não acho que valha a pena perder tanta massa muscular e apenas 15 dias…
Veja bem, tanto não gostei que encerrei no 15o dia, e não no 30o.

Se você ainda não viu, no nosso perfil do Instagram, @tatieronan – clique aqui! Tem um pouco da evolução no Destaque “Cetogênica”!

POSIÇÃO DO NUTRICIONISTA

Como disse, a estratégia cetogênica deve ser bem avaliada, principalmente quanto à duração. Temos que definir muito bem quando começa e quando parar.

A perda de Massa Muscular é esperada no início da cetogênica, mas não deve ser muita. Uns 2-3kg são razoáveis e aceitáveis, dependendo de cada um. Essa perda tende a se estabilizar com o passar dos dias.

No entando, um dos pontos mais críticos durante a Keto são os treinos. Sim, há queda de rendimento e na capacidade de recuperação muscular. Sempre fazemos estratégias que aumentem a energia e utilização dos corpos cetônicos para produção de energia, mas comparar a energia produzida e rendimento físico em treinamentos de alta intensidade com uma periodização alimentar que estamos com mais carboidratos na dieta é loucura. O rendimentos sempre será melhor com o uso de carboidratos.

Então, qual o sentido de fazer a Keto?

O principal benefício aqui não é DURANTE a Keto, e sim APÓS! Vamos entender:

Quando há restrição severa de carboidratos, fazemos alguns estímulos de PGC1-a, responsável por estimular a Biogênese Mitocondrial (produção de mitocôndrias), e isso é fácil de entender. Se estamos oferecendo menos combustível, nosso corpo se vê na obrigação de produzir mais “motores” (mitocôndria) para que a produção de energia se mantenha, mesmo com menos combustível.

As mitocôndrias também são aonde ocorre a “queima” da gordura, ou seja, quando mais mitocôndrias você tiver, maior será a capacidade do seu corpo em queimar gorduras.

É aí que vem o “pulo do gato”. Durante a Keto nós estimulamos ao máximo a produção de mitocôndrias, tanto em quantidade quanto em qualidade. Ao reintroduzir o carboidrato na dieta sabemos que nosso corpo terá como metabolizar tudo isso, gerando mais energia e otimizando a queima de gordura.

A Keto nada mais é que uma “manobra nutricional” que o Nutricionista tem em mãos para melhroar os resultados do paciente.

Vale lembrar que os corpos cetônicos geram neuroplasticidade, sendo muito interessantes para quem possuir doenças neurodegenerativas, Alzheimer, Parkinson, etc.

Espero que tenhamos sanado a maioria das dúvidas de vocês!

Instagram: @ramonnicotari

Curta e compartilhe!