Quem nunca se deparou com essa situação tão corriqueira?

 

O preço cobrado no caixa está diferente do cobrado na prateleira/gôndola. Até hoje, se você não conhecia seus direitos, você tinha apenas duas opções: a primeira era aceitar o aumento numa boa e pagar o preço “novo”; a segunda opção era desistir da compra, pois não estaria disposto desembolsar a nova fortuna.

Leia mais

Curta e compartilhe!